PROFFORMA

REVISTA ONLINE DO CENTRO DE FORMAÇÃO
DE PROFESSORES DO NORDESTE ALENTEJANO

 

 

 

 

N.21

www.cefopna.edu.pt/revista
...

Hoje, no tempo acelerado que vivemos, somos convocados para mil ações (afinal, vivemos numa sociedade multitasking…) que exigem transformação e adaptação. Pede-se ao professor de hoje, ao professor do séc XXI, que se reinvente. Que centre a sua ação pedagógica na individualidade de cada aluno, que desenvolva práticas colaborativas, que encare a avaliação como forma de facilitar e permitir a consecução do sucesso. Exige-se disponibilidade para fazer diferente, para dinamizar a grande mudança na organização dos grupos de aprendizagem, para facilitar a construção de sucesso.

                          

In EDITORIAL PROFORMA, nº 21, Luísa Moreira

Entrevista

Sem dúvida, o paradigma educativo alterou-se e a Escola de hoje, a Escola Pública, tem uma missão muito mais abrangente do que a preparação de alunos para exame. Esta função formativa da Escola, esta ação educativa muito mais lata e abrangente, veio colocar aos docentes novos desafios que, cremos, foram de certo modo provocados de forma pioneira pelo PNPSE (Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar) e, por isso mesmo, fomos conversar com a Estrutura de Missão. Conscientes de que a mudança, a transformação, acontece no Tempo e com Tempo, pensamos ter chegado o momento de fazer um balanço.

Educar Sempre

A avaliação de Aprendizagens na ordem do dia: “Avaliar para melhorar e aprender”, uma reflexão sobre este tema pela Luísa Moreira

A Formação Contínua de Professores, que caminhos e que futuro, um artigo para pensar e refletir de um dos Representantes Nacionais dos Diretores de CFAE, de João Carlos Sousa, Representante do Norte, introduzido e enquadrado por uma reflexão de outro dos Representantes, neste caso do Alentejo, Francisco Simão: ”Formação Contínua Financiada enquanto estratégia de promoção do sucesso escolar: que caminhos?”.

Um olhar de fora (ou nem tanto) para dentro – o caso do CEFOPNA! Porque esquecemos tantas vezes o que temos mesmo à mão? O Miguel Castro não esqueceu e quis olhar mais profundamente “A formação de professores e educadores de infância – o caso do CEFOPNA”.

O “Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular (PAFC) – o Agrupamento nº 3 de Elvas é escola-piloto” no distrito de Portalegre, e faz-nos o ponto da situação…

 

Crónicas de Aprender

Memórias Recentes” não é apenas um título de uma crónica mais ou menos bem disposta. É realmente a melhor descrição do texto que o Xavier Nabo nos oferece como tema de reflexão às nossas consciências pedagógicas. O Olhar-do-Lado-de-Lá, o olhar do aluno sobre a escola, o professor e o momento… Como diz o próprio Xavier, “A conclusão deste conflito terminou com um impasse, mas um impasse onde, tanto o professor em questão como aqueles que lhe aprovaram os métodos, não conseguiram fazer com que esta turma arredasse pé na defesa dos seus direitos, e por isso ficarei sempre grato aos meus colegas e amigos”. Se quer perceber melhor, vai mesmo ter que ler… e pensar! Será caso para aqui dizermos: qui habet aures audiat!

 

E ainda o imperdível CARTOON! Do Quim Ferreira

 

 

 

Publicação Trimestral do CEFOPNA
Centro de Formação de Professores do Nordeste Alentejano
Fevereiro de 2018